Pesquisar No Site

Dia Nacional da Equoterapia: Sepedi e Acalento ressaltam a importância desse método terapêutico no tratamento de PcD

Dia Nacional da Equoterapia: Sepedi e Acalento ressaltam a importância desse método terapêutico no tratamento de PcD
Dia Nacional da Equoterapia: Sepedi e Acalento ressaltam a importância desse método terapêutico no tratamento de PcD

Hoje, 9 de agosto, é comemorado o dia Nacional da Equoterapia, instituído pela Lei Federal 12.067/2009.

A equitação terapêutica para crianças com deficiência foi realizada, pela primeira vez, pela fisioterapeuta Eilset Bodtker, na Noruega, em 1954. Em 1967, foi fundado o primeiro centro de equitação para pessoas com deficiências nos Estados Unidos.

No Brasil, a Equoterapia começou a ser conhecida e valorizada, a partir de 1989, em atividades equestres realizadas na Granja do Torto, em Brasília, atual sede da Associação Nacional de Equoterapia (ANDE). Foi reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina do Brasil como método terapêutico, em 1997.

Em Caraguatatuba, a Prefeitura mantém um contrato de prestação de serviços de Equoterapia com a Associação de Apoio Ao Desenvolvimento Humano Acalento, no bairro Porto Novo, que recebe um repasse mensal para atender 130 pessoas encaminhadas pela Secretaria da Pessoa com Deficiência e do Idoso de Saúde (Sepedi). Dentro dos próximos meses, esse número será ampliado para 200 pessoas.

De acordo com fonoaudióloga Tatiana Pereira, da equipe técnica da Acalento, a Equoterapia emprega o cavalo como agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico.

#PraTodosVerem: Imagem criança montada em um cavalo branco. Ela usa capacete e máscara. Ao seu lado, há uma profissional da Acalento. Eles se preparam para a aula de Equoterapia (Foto: Divulgação)

“Essa atividade exige a participação do corpo inteiro, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio. A interação com o cavalo, incluindo os primeiros contatos, os cuidados preliminares, o ato de montar e o manuseio final desenvolvem, ainda, novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima”, apontou.

Há dois anos, quando o filho, Bruno, 15 anos, diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista (TEA) foi encaminhado para a Equoterapia, a mãe Fernanda Oliveira dos Santos, sem saber direito como funcionava, não colocou muita fé nos resultados.

“O comportamento do meu filho, depois da Equoterapia, é outro. Ele mudou para melhor. Ganhou autoestima, força, desenvolveu a concentração e a parte motora. Hoje faço propaganda, converso com outras mães de autistas e incentivo que consigam para seus filhos essa terapia”, declarou Fernanda.

Outra mãe que comprovou os benefícios dessa metodologia, com o filho Matheus, 6 anos, foi Andressa Gardelin.

“Em decorrência do autismo, o Matheus é muito agitado. Antes da Equoterapia ele não conseguia parar para assistir um filme e tinha pouca concentração em sala de aula. Hoje, o rendimento dele na escola melhorou muito e já consegue acompanhar um filme com a gente. A princípio, ele tinha medo do cavalo, hoje ele conta os dias para fazer a atividade”, disse.

Outro testemunho positivo foi de Viviane Cruz Barbosa do Carmo, mãe de Tales, 4 anos. O menino foi diagnosticado com TEA e encaminhado no início deste ano para a Equoterapia. “Em poucos meses já deu para notar a diferença na postura, no equilíbrio, na concentração do Tales. A evolução dele é considerável. Só tenho a agradecer a equipe da Acalento, os profissionais são atenciosos e acolhedores”, ressaltou.

O secretário Amauri Toledo ressaltou que a parceria entre a Sepedi e a Acalento traz enorme benefício socioeducacional às crianças beneficiadas por esse programa. “Enquanto fisioterapeuta de formação, só tenho a enaltecer os profissionais da Equoterapia da Acalento, o amplo ganho que esse trabalho proporciona aos participantes e suas famílias. Essa terapia é um diferencial nas políticas públicas do nosso município” , declarou.

Princípios da Equoterapia

O atendimento equoterápico só poderá ser iniciado mediante parecer favorável em avaliação médica, psicológica e fisioterápica.

A prática da Equoterapia objetiva benefícios físicos, psíquicos, educacionais e sociais de pessoas com deficiências físicas ou mentais e/ou com necessidades especiais e está indicada para os seguintes quadros clínicos: doenças genéticas, neurológicas, ortopédicas, musculares e clínico-metabólicas; sequelas de traumas e cirurgias; doenças mentais, distúrbios psicológicos e comportamentais; distúrbios de aprendizagem e de linguagem.

Para se trabalhar com equoterapia é necessário, no mínimo, um profissional de cada área (equitação, saúde e educação) podendo ser: instrutor de equitação, psicólogo e fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional. Outros profissionais também podem fazer parte da equipe como fonoaudiólogo, pedagogo e educador físico.

De acordo com a Associação Nacional de Equoterapia (ANDE), a equipe multidisciplinar é indispensável no trabalho, pois, o ser humano é global e o principal desafio é considerar o paciente como um todo, não como um órgão lesado; ou uma patologia definida, a ser tratada por determinado profissional.

Cada um, dentro da sua especialidade, contribui para o sucesso desse recurso terapêutico.

Equobingo

A Acalento promove neste sábado (13) um evento para comemorar o Dia da Equoterapia, a partir das 15h, com apresentação dos programas básicos desse método terapêutico: hipoterapia, educação e reeducação e pré-esportivo.

Em seguida haverá o Equobingo, valendo prêmios. O montante arrecadado com a ação será revertido para a construção e reformas de novos espaços na Acalento.

O evento contará com uma Praça de Alimentação, com comidas típicas: pastel, carne louca, bolinha caipira, doces, refrigerante e Espaço para as crianças com brinquedos, pipoca e churros.

Mais Notícias

Veja Também Recentes

Alunos do Ipiranga participam do evento “Passarinhando na Praça”
Alunos do Ipiranga participam do evento “Passarinhando na Praça”

Em continuidade às comemorações do Dia do Observador de Aves, a Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, acompanhou o evento “Passarinhando na Praça” com os alunos da CEI/EMEI Messias Mendes de Souza, do bairro Ipiranga, nesta sexta-feira (17). O evento foi promovido pelo

Leia Mais ODS - Objetivo de Desenvolvimento Sustentável ODS 15 - Vida terrestre Publicado em 17/05/2024
Defesa Civil do Estado faz novo alerta de ressaca marítima com ondas de até três metros
Defesa Civil do Estado faz novo alerta de ressaca marítima com ondas de até três metros

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil do Estado prevê que entre sexta-feira (17) e domingo (19) haverá ressaca marítima entre Santos (SP) e Campo dos Goytacazes (RJ). A previsão é de que haja ondas de Sul/Sudeste, com até três metros de altura. Diante do cenário, a Defesa Civil recomenda

Leia Mais Notícias Defesa Civil ODS - Objetivo de Desenvolvimento Sustentável ODS 14 - Vida na água Publicado em 17/05/2024
Sábado é dia de Feira de Adoção de Cães e Gatos no CCZ de Caraguatatuba
Sábado é dia de Feira de Adoção de Cães e Gatos no CCZ de Caraguatatuba

Neste sábado (25), mais de 30 animais estarão disponíveis para adoção no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Caraguatatuba. Os interessados podem procurar o espaço das 9h às 13h. Quem visitar o espaço poderá encontrar 25 cães, sendo três filhotes, além de oito gatos adultos. Todos estão clinicamente saudáveis,

Leia Mais Notícias Secretaria de Saúde ODS - Objetivo de Desenvolvimento Sustentável ODS 3 - Saúde e Bem-Estar Publicado em 24/05/2024
Empresas executam novos empreendimentos em Caraguá e cidade já registra emissão de 341 novos alvarás em 2024
Empresas executam novos empreendimentos em Caraguá e cidade já registra emissão de 341 novos alvarás em 2024

O ramo da construção civil continua em alta em Caraguatatuba. Diversos novos empreendimentos estão surgindo na cidade, como prédios residenciais sendo erguidos na região da Avenida da Praia, além de novas redes de fast food e hotéis ao longo da SP-55. Os números não mentem e segundo dados divulgados pela

Leia Mais Notícias Secretaria de Urbanismo ODS - Objetivo de Desenvolvimento Sustentável ODS 11 - Cidades e comunidades sustentáveis Publicado em 03/05/2024
Arena Cross reúne mais de 7 mil pessoas e segue fazendo história em Caraguatatuba
Arena Cross reúne mais de 7 mil pessoas e segue fazendo história em Caraguatatuba

Evento teve lotação máxima, muita emoção nas pistas e uma grande ação social arrecadando alimentos Com casa cheia e sucesso absoluto, o Arena Cross Brasil iniciou sua temporada de 2024 com um verdadeiro espetáculo em Caraguatatuba, litoral Norte paulista. Mais de 7 mil pessoas marcaram presença no evento do último

Leia Mais Notícias Secretaria de Esportes e Recreação Publicado em 27/05/2024