Pesquisar No Site

Agosto Lilás: Lei Maria da Penha completa 15 anos; conheça sua história

Agosto Lilás: Saiba reconhecer as formas de violência contra a mulher e denuncie!
Agosto Lilás: Lei Maria da Penha completa 15 anos; conheça sua história

A Lei Maria da Penha (n. 11.340/2006) completa neste sábado (7), 15 de anos de criação. Foi sancionada para prevenir e coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Antes de existir, a violência era tratada como crime de menor potencial e as penas reduzidas ao pagamento de cestas básicas ou trabalhos comunitários.

#PraCegoVer: Foto da Maria da Penha sorrindo e usando óculos (Foto: www.institutomariadapenha.org.br)

A Campanha ‘Agosto Lilás’ vem para reforçar a existência da Lei Maria da Penha e dar ampla divulgação sobre esse direito às mulheres, ressaltando os serviços de atendimento deste público e os meios de denúncia.

Afinal, quem é Maria da Penha? De acordo com sua biografia contada no site do Instituto Maria da Penha, ela nasceu em Fortaleza (CE), em 1945 e se formou em 1966, em farmácia bioquímica. Conheceu seu então marido colombiano em 1974, que demonstrava ser muito amável, educado e solidário com todos à sua volta. Casaram em 1976 e tiveram três filhas. Foi quando tudo mudou.

Em 1983, Maria da Penha foi vítima de dupla tentativa de feminicídio por parte do marido, sendo atingida com um tiro nas costas, enquanto dormia, ficando paraplégica.

Enquanto estava internada, o marido declarou à polícia que tinha ocorrido uma tentativa de assalto. Quatro meses depois, quando voltou para casa, ele a manteve em cárcere privado durante 15 dias e tentou eletrocutá-la durante o banho.

O primeiro julgamento ocorreu em 1991, oito anos após o crime. O agressor foi sentenciado a 15 anos de prisão, mas, devido aos recursos, saiu em liberdade. Neste momento, Maria da Penha resolveu escreveu o livro ‘Sobrevivi… posso contar’, com o relato de sua história e os andamentos do processo contra Marco Antonio.

Em 1996, seu ex-marido foi condenado a 10 anos e seis meses de prisão, porém a defesa alegou irregularidades processuais e, mais uma vez a sentença não foi cumprida. Após várias lutas, em 2001, o Estado brasileiro foi responsabilizado por negligência, omissão e tolerância em relação à violência doméstica praticada contra as mulheres brasileiras.

A história de Maria da Penha significava mais do que um caso isolado: era um exemplo do que ocorria no Brasil sem que os agressores fossem punidos. Era preciso tratar o caso como uma violência contra a mulher em razão do seu gênero, ou seja, ser mulher reforça não só o padrão recorrente desse tipo de violência, mas também acentua a impunidade dos agressores.

Em entrevista ao seu Instituto, Maria da Penha fala às mulheres “Sabemos que sair de um ciclo de violência é um processo difícil e doloroso, mas não estamos mais sozinhas. Não precisamos mais sofrer durante anos em silêncio, suportando todos os tipos de violência dentro do nosso próprio lar, lugar onde deveríamos ser acolhidas e amparadas. Eu nunca imaginei que a minha luta, que começou com muita dor e sofrimento, chegasse aonde chegou. Ter o meu nome batizando uma lei que pode salvar vidas e proporcionar novos recomeços a milhares de mulheres é, para mim, uma honra, mas também uma grande responsabilidade; por isso, não me permito parar. Tenho consciência da minha missão, e a minha vida é toda dedicada a essa causa. Seguimos unidas”.

Denúncias

Para denunciar qualquer ato de violência contra a mulher, ligue 180. Esse número é gratuito, confidencial (anônimo) e funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados, e pode ser acionado de qualquer lugar do Brasil.

Serviço:

– CIAM – Avenida Cuiabá, 400 – Indaiá (próximo ao AME)

Telefone: 3883-9908

Horário de atendimento: Segunda a sexta, das 9h às 15h

 – Delegacia de Defesa da Mulher – Av. Maranhão, 341 – Jardim Primavera

Telefone: 3882-3242

Horário de atendimento: Segunda a sexta, das 9h às 18h

Mais Notícias

Veja Também Recentes

Prefeitura de Caraguatatuba revitaliza muretas da Martim de Sá
Prefeitura de Caraguatatuba revitaliza muretas da Martim de Sá

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Serviços Públicos (Sesep), realizou nesta quinta-feira (4), a revitalização das muretas das calçadas da praia Martim de Sá. O serviço se dá após as últimas ressacas e marés altas danificarem algumas estruturas. Os trabalhos tem previsão de serem finalizados ainda nesta

Leia Mais Notícias Secretaria de Serviços Públicos Publicado em 04/08/2022
Agentes da Defesa Civil do Litoral Norte fazem capacitação em Caraguatatuba para alertas de ressaca
Agentes da Defesa Civil do Litoral Norte fazem capacitação em Caraguatatuba para alertas de mar grosso e ressaca marinha

Agentes das Defesas Civis de Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela participaram de uma capacitação, na segunda-feira (18), com equipes do Instituto de Pesquisas Ambientais (IPA) e da Casa Militar, ambos do Governo do Estado, para receber informações sobre como proceder em casos de ressaca. O local escolhido foi a

Leia Mais Notícias Defesa Civil Publicado em 19/07/2022
Prefeitura de Caraguatatuba abre inscrições para contratar Guarda-Vidas Temporários
Prefeitura de Caraguatatuba abre inscrições para contratar Guarda-Vidas Temporários

A Prefeitura de Caraguatatuba abriu as inscrições do processo seletivo para contratação de 24 Guardas-Vidas Temporários (GVTs). O edital completo da seleção está disponível na Edição 848 do Diário Oficial Eletrônico desta segunda-feira (1º/8). Os aprovados irão trabalhar nas praias do município na temporada de verão 2022/2023, sob a supervisão

Leia Mais Notícias Secretaria de Administração Publicado em 01/08/2022
Campanha Julho Amarelo encerra com 1.382 testes rápidos realizados e possibilita atendimento a novos pacientes
Campanha Julho Amarelo encerra com 1.382 testes rápidos realizados e possibilita atendimento a novos pacientes

A Unidade de Atendimento a Moléstias Infectocontagiosas (UAMI), da Secretaria de Saúde encerrou no último dia 31, a Campanha ‘Julho Amarelo’, com 1.382 testes rápidos realizados para diagnóstico de hepatites virais B/C, além de Sífilis e HIV. Foram 596 testes realizados na UAMI, 111 na ação feita dentro do Ambulatório

Leia Mais Notícias Secretaria de Saúde Publicado em 03/08/2022
23ª Corrida de Canoa Caiçara supera expectativas com 80 inscritos e mais de 500 espectadores
23ª Corrida de Canoa Caiçara supera expectativas com 80 inscritos e mais de 500 espectadores

A 23ª Corrida de Canoa Caiçara, realizada no último domingo (24) na praia do Centro, superou todas as expectativas ao contabilizar 80 inscrições de participantes de todo o Litoral Norte e um público de mais de 500 espectadores acompanhando as baterias. Ao todo, o evento contou com 14 canoas disponibilizadas

Leia Mais Notícias FUNDACC Publicado em 26/07/2022